Congo
Regência - Portal História Caboclo Bernardo Encontro das Águas Tartarugas Congo Ondas do Surf Rio Doce Pousadas Como Chegar

 

BANDA DE CONGO - ALEGRIA DEDICADA AO SANTO PROTETOR DOS NEGROS - SÃO BENEDITO

Congo Mirim visita Convento da Penha e Pedra da Cebola

Conta-se que a "Banda de Tambor" surgiu na época onde haviam índios e escravos (trazidos por embarcações). E em conseqüência de um naufrágio, devotos de São Benedito (Santo Negro reconhecido pela Igreja Católica), salvos pelo mastro do Navio Negreiro, decidiram homenagear o Santo em seu dia, 26 de dezembro, neste dia acontece a "Fincada do Mastro", que uma manifestação que presta agradecimentos ao Santo que protegeu sobreviventes do Naufrágio. 

No início eram 2 tambores e 2 ganzás, e era chamado "Tambor de Congo", e nessa época as mulheres não participavam. No final da década de 70 foi criado a Banda de Congo São Benedito de Regência com mais tambores, ganzás, ganzás caixas e triângulos. Em 1987 foi criado a Banda de Congo Mirim Caboclo Bernardo.

A "Levantada do Mastro" em Regência ocorre em novembro.

Fotos do 18º Encontro das Bandas de Congo do ES

na Festa do Herói Caboclo Bernardo

 

Clique nas fotos para ampliar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos de congo de outras festas

Casa do Congo de Regência

Construção da Casa do Congo

Mestre do Congo

Dia de Festa na Casa do Congo

Concentração na Festa do Caboclo Bernardo - 02/06/2002

Estandarte pronto para procissão

Alegria das cores dos tambores 

Casacas descansando para a festa 

Tia Mariquinha avisa que está na hora

As portas-estandartes se animam

A Banda de Regência sai da Casa do Congo para convocar as bandas na concentração

As saias se agitam - Chegou a hora

As bandas entram em fila

Começa a procissão em direção a igreja matriz

Na Avenida Principal, a passarela do Congo

Com organização e animação...

... cada banda segue a direção...

... as casacas dão o agudo...

... os tambores o grave profundo...

... e as moças podem dançar...

... coreografias enchem o ar...

... São Benedito levado a frente...

... motivo justo para ter em mente...

... agradecer a vida da gente...

... as crianças que tudo sente...

... cores vivas lembram a guarra...

... caboclo herói que no mar se lança...

... consagra o povo que vive na barra...

... do rio Doce e da doce gente...

... corre nas veias o sangue quente...

... dos Botocudos, povo guerreiro...

... que habitavam este terreiro...

... Barra do Rio Doce nome primeiro...

... do vilarejo sempre festeiro...

... que a Isabel seu nome mudou...

... com o farol dando o sinal...

... na matriz se chega afinal...

... e cada banda na capela oferta...

... sons e cantos ao Deus que habita...

... o coração dessa gente rica.

Cada casaca tem sua cabeça...

pois cada uma tem seu próprio som, a sua alma. 

Apresentação da Folia de Reis...

... em setembro de 2002.

 

Primeira formação da Banda de Congo Mirim Caboclo Bernardo

Em defesa dos Mananciais

www.almadorio.org.br

 

 

Encontre sua Alma Gêmea

 

www.casalperfeito.com.br

Webmaster:

 Paulo Randow www.paulorandow..com.br